8 de novembro de 2016

ELISA



''Ora bem, fim de domingo agitado. 
Sentei-me eu para ver o meu Benfica quando uma amiga me liga: olha estou em Alpalhão a fazer festas à menina de que tu andas atrás, já a persegui de carro por kms até que ela parou. Lá fui eu. 
Achava que era a cadela de Sernadelo mas não, é uma mamã. Já um bebé dela havia sido recolhido por uma conhecida ontem. E o outro bebé? Eram dois. 
Lá a pusemos no carro, voltamos ao sítio onde ela foi vista com os cachopos e percorremos centenas de metros a ver se ainda existia algum bebé. Ela levou-nos a um sítio, mas ao sítio onde ela fez um buraco e onde de certeza teve os seus bebés. Mas não nos puxou para mais lado nenhum, por isso alguém deve ter apanhado o outro bebé.
Com estado de pânico com que andava na rua e o estado de magreza em que estava, não fui capaz de a deixar. Trouxe-a para minha casa, comeu que nem uma doida, cheirou o sofá e aninhou-se lá. As minhas cadelas receberam-na muito bem.
Não sei o que fazer com ela, mas para já está segura.
Voltei e ainda vi o golo do meu Benfica, por isso, para ele ser campeão, acho que tenho que ir resgatar cães mais vezes.
Por isto, ela chama-se Elisa, porque é parecido com Lisandro, o que marcou o golo.
Obrigada Maria Vilhena por teres estado comigo o tempo inteiro !
Boa noite ❤️''

Sem comentários:

Enviar um comentário