31 de dezembro de 2017

ATENÇÃO DONO, EU TENHO MEDO

ATENÇÃO DONO, EU TENHO MEDO :( Hoje será o último dia do ano, não deixe que seja o último dia do seu cão junto da sua família.

Os foguetes são o maior motivo que leva os animais a fugir.
Como prevenir:
- Depois das 23h mantenha os cães dentro de casa ou numa garagem;
- Mantenha os portões fechados;
- Ande com o cão na rua sempre trela, em particular na hora dos foguetes;
- Coloque uma coleira onde possa escrever o número de telemóvel, mesmo que seja com um marcador.

Apelo Urgente Cachorro emcontrado junto à Churrasqueira Rocha, Mealhada



Apelo Urgente Cachorro encontrado junto à Churrasqueira Rocha, Mealhada
Este pequeno deve ter fugido de alguma das casas.
Porte grande, 3 meses, macho. Não tem Chip
contacto 918315185 

Vídeo resumo do ano de 2017

 
Deixamos um resumo do ano de 2017

Esteve no Jantar de Natal? Então já viu :)
Não esteve? São uns minutos.


Feliz 2018, ao nosso lado :)

a direcção,

Concurso Solidário de Fotografia ADOTE AFETOS 2018

O Concurso Solidário de Fotografia ADOTE AFETOS 2018 é promovido pela Associação Quatro Patas e Focinhos, e visa promover o trabalho realizado, divulgar os animais acolhidos e angariar fundos.

Pretende-se que cada participante concorra com fotografias de animais que se encontram para ADOÇÃO na Associação ou outros à sua escolha.

Cada fotografia a concurso corresponde a um donativo solidário a reverter para a associação.

O concurso será divulgado nas redes sociais e as imagens utilizadas na promoção das adoções.

Consulte o regulamento em:
https://abrigoquatropatasefocinhos.blogspot.pt/2017/12/regulamento-do-concurso-solidario-de.html

Ficha de Inscrição (de 31/12/17 a 24/2/18.):
https://goo.gl/forms/uGFBN5817ubrfpex2


30 de dezembro de 2017

NECO


NECO
Localização: Mealhada
Características: sem raça definida, jovem adulto, porte médio, macho

 
Descrição: este menino andava na rua enquanto era bebé e foi entretanto adotado. Agora, depois de começar a fazer asneiras da idade foi devolvido. É muito tímido e receoso mas se ganharmos a confiança dele é um brincalhão muito querido.

 
Contactos: 918315185 | 918570448 | 918449330 | quatropatasefocinhos@gmail.com

MARIANA


Nome: MARIANA
local: Mealhada
porte médio, jovem adulta, esterilizada e vacinada.
 
Olá, nós somos 4 manas, nascemos em janeiro 2016 e temos uma história para lhe contar. Nascemos numa casa abandonada e fomos resgatadas pois tínhamos muita fome. Nunca tínhamos visto um ser humano e de início tínhamos muito medo de vocês. Entretanto a nossa FAT tem-nos ensinado a passar-vos confiança e já vos começamos a achar piada, especialmente quando vocês passam a mão no nosso pelo a fazer festinhas – é fixe pá! Mas o que NÃO É NADA FIXE é ainda não termos sido adotadas… Estamos a crescer rápido e a nossa FAT não pode ficar connosco muito mais tempo, o que quer dizer que teremos de ir para o canil… Somos apenas crianças de 4 meses de idade e só queremos brincar!!! Não nos prenda numa box, adote-nos! Nós temos pais diferentes, então duas de nós vamos ser mais pequenas (Ana e Cláudia) e outras duas médias (Mariana e Milu). Somos giríssimas. Confira, há muitos vídeos e fotos.


contacto: 918570448 ou quatropatasefocinhos@gmail.com

Regulamento do Concurso Solidário de Fotografia ADOTE AFETOS

Regulamento do Concurso Solidário de Fotografia
ADOTE AFETOS

1. Objeto do Concurso
O Concurso Solidário de Fotografia ADOTE AFETOS é promovido pela Associação Quatro Patas e Focinhos (doravante designada por Associação), e visa promover o trabalho realizado, divulgar os animais acolhidos e angariar fundos.
Pretende-se que cada participante concorra com fotografias de animais que se encontram para ADOÇÃO na Associação ou outros à sua escolha.
Cada fotografia a concurso corresponde a um donativo solidário a reverter para a associação.
O concurso será divulgado nas redes sociais e as imagens utilizadas na promoção das adoções.


2. Participantes

a) O Concurso de Fotografia destina-se ao público em geral, profissionais e amadores, de nacionalidade Portuguesa e estrangeira, maiores de 16 anos. 


3. Trabalhos a concurso 

a) São aceites a concurso fotografias em formato digital JPEG, PNG ou TIFF, inéditas e recolhidas dentro do espaço temporal em que decorre o concurso;

b) São admitidas fotografias a preto e branco e a cor;

c) As imagens deverão ser enviadas em formato JPEG com o máximo de 3M;
d) Os participantes devem salvaguardar a versão original em alta resolução das imagens enviadas para o caso de serem selecionadas pelo júri com formato JPEG ou TIFF, com resolução mínima de 300 dpi e com 4096 x 3072 píxeis de tamanho;

e) Não serão aceites fotomontagens ou imagens que incluam molduras, assinaturas, datas ou outros dados;

f) A entrega dos trabalhos a concurso é formalizado com o preenchimento do formulário Google Forms https://goo.gl/forms/uGFBN5817ubrfpex2 
g) Os trabalhos são aceites a concurso com a entrega do comprovativo de transferência do donativo solidário. A entrega do comprovativo pode ser por mail ou no formulário de inscrição. 
4. Condições e limites 
a) O ficheiro digital de cada foto deve ser denominado pelo nome do animal retratado precedido do número da fotografia (exemplo: PANTUFA_1);

b) O prazo de entrega dos trabalhos para o concurso termina às 24h00 do dia 24 do mês de fevereiro de 2018;

c) Cada concorrente pode apresentar a concurso, o máximo de cinco imagens, mas só uma destas poderá ser considerada premiada;

d) O valor do donativo solidário:
Uma imagem a concurso 2,5€
Duas imagens a concurso 4,0€
Três imagens a concurso 5,0€
Quatro imagens a concurso 6,0€
Cinco imagens a concurso 7,0€
e) A Associação emite um recibo como “Donativo”. 
5. Funcionamento
a) Caso o participante queira ir a concurso com fotografias de um animal do abrigo, deverá marcar a sua ida ao abrigo e aí escolherá o cão a ser fotografado. A marcação deve ser solicitada por mail para quatrpatasefocinhos@gmail.com ou para 918 570 448;

b) Nenhum animal poderá ser fotografado por mais do que um participante.
6. Divulgação dos trabalhos a concurso
a) As fotografias a concurso serão partilhadas na página de facebook e no blogue da Associação, tendo cada uma um número atribuído para a sua identificação.

8.Constituição do júri
O júri é constituído por:

Salomé Dias, Presidente da Associação Quatro Patas e Focinhos
Dª Lili, restaurante Rei dos Leitões
Miguel Rolo, fotografo profissional  
9. Prémios
Serão entregues prémios aos 3 primeiros classificados:
1º prémio: Um leitão, restaurante Rei dos Leitões
2º prémio: Um almoço para duas pessoas sob marcação, restaurante Rei dos Leitões
3º prémio: Garrafas de Vinho, restaurante Rei dos Leitões
10. Divulgação dos resultados
a) O resultado da votação será tornado público no mês de março de 2018, na página de Facebook da Associação Quatro Patas e Focinhos;

b) Todos os premiados serão contactados, através das informações registadas na Ficha de Inscrição;

c) A entrega dos prémios decorrerá em dia a indicar oportunamente.
11. Condicionamentos do Concurso
a) Os concorrentes garantem à entidade promotora que são os criadores das fotografias apresentadas a concurso e que elas não violam qualquer direito de autor de terceiros. Caso não cumpram esta regra, serão desclassificados e o seu trabalho não será considerado;

b) Os trabalhos a concurso, serão propriedade da Associação, estando os seus autores conscientes desta condição.

12. Casos Omissos
Sobre quaisquer casos omissos neste regulamento, decidirá o júri do presente concurso, não havendo recurso sobre a decisão que venha a ser tomada.



Pantufa Resolvido

Foto de Associação Quatro Patas e Focinhos.
Resolvido

URGENTE QUINTA DA NORA, Mealhada
Este gato ter caído de uma varanda dos prédios do lado na nacional.
6 meses
Mande msg privada

18 de dezembro de 2017

Uma dica útil para si e para o seu patudo...

Ultimamente têm chegado ao nosso conhecimento casos de animais abandonados (na rua ou entregues em canis) porque, ao ficarem velhotes, se tornaram incontinentes... Nem vale a pena comentar a tristeza com que assistimos a estes casos. Não consigo mesmo perceber, por mais que tente, como se convive tantos anos com um animal e depois se abandona assim quando mais precisa de nós.
Adiante. Não pretendo aqui julgar ninguém pois não é isso que nos faz evoluir ou melhorar a vida dos nossos patudos.
O que venho é deixar uma solução possível e que muita gente, pelos vistos desconhece.
Há fraldas para animais... Perguntem ao vosso veterinário. E também é possível adaptar as fraldas de bebé cortando um buraquinho na fralda para que a cauda passe... Eu já tive que fazer isso para uma cadela minha e digo-vos que é possível.
Claro que esta é uma situação de último recurso. É um pouco incómodo para o animal e o que devem tentar fazer é passeá-lo mais vezes e respeitar a sua velhice. Mas se em desespero de causa não tiverem outra solução esta poderá ser uma solução de recurso... não se esqueçam que terá que ser trocado sempre que possível e muito bem limpinho. É como um bebé...
Eu sei que não é a solução perfeita, nem para nós nem para eles, mas é uma alternativa que deve ser ponderada com calma. É preferível do que abandonar um animal no meio da rua.

Aconselhamos a tomar nos dias frios de inverno

Aconselhamentos para os dias frios de inverno

  • Evite banhos em dias muito frios e diminua a frequência de banhos no inverno (se possível);
  • Mantenha a pelagem do animal mais comprida no inverno, evitando tosquias muito rentes;
  • Coloque roupa no cão de pelo curto caso esteja muito do frio. Existem animais que tremem de frio exageradamente! Cães grandes e gatos não toleram roupas;
  • Há cães que, embora tenham casota, preferem dormir ao relento ou ficar na chuva... prenda o animal num local abrigado nos dias muito frios ou chuvosos;
  • Quando der banho use água morna e seque-o bem. Não deixe que ele saia para rua, no mínimo por 30 minutos após o banho.
  • Leve o cão para o passeio maior nos horários mais quentes do dia das 11h00 as 15h00;
  • Aumente em 20 a 30% o alimento do seu cão/gato no inverno. Isto não é válido para cães e gatos obesos, sem atividade ou com grande tendência a ganhar peso.

17 de dezembro de 2017

Robin dos Bosques...



ROBIN
localização: Mealhada
características: porte pequeno/mini, 4 a 5 anos, sem raça definida.

 
descrição: Chegou ao abrigo muito assustado, mas felizmente já está melhor, precisa de tempo para se chegar a pessoas que não conhece, mas estabelecendo contacto fica um mimado! É muito meigo e super sociável com outros cães.

 
Contactos:quatropatasefocinhos@gmail.com | 918315185 | 918570448

Margarida

Como realizar um APADRINHAMENTO? 
Ficha de Apadrinhamento https://goo.gl/forms/FgwF7XTDDRhsCZog2

Como prevenir e combater o mau hálito e os problemas dentários nos seus animais?

16/11/2013

Como prevenir e combater o mau hálito e os problemas dentários nos seus animais?

Sabia que as infecções da boca e dos dentes estão entre os problemas mais frequentemente encontrados no cão/gato? Estes problemas têm início com a acumulação de placa dentária (uma fina película viscosa e transparente rica em bactérias, invisível à vista desarmada) que se forma sobre os dentes após cada refeição. Caso não se institua rapidamente um tratamento preventivo, esta placa dentária irá, a curto prazo, possibilitar a deposição de sais minerais e a formação de tártaro, um depósito duro e acastanhado, à superfície dos dentes.
O tártaro não é removido com uma simples escovagem dos dentes, mas sim através de uma destartarização realizada pelo Médico Veterinário. O crescimento bacteriano causa inflamação das gengivas, que ficam vermelhas e tumefactas. A gengivite nome dado a esta inflamação, é responsável pela diminuição do apetite e pela dor sentida pelo animal durante a mastigação. O mau hálito resulta da libertação, por parte das bactérias, de compostos sulfurados voláteis com odor nauseabundo. Caso não seja tratada, esta inflamação pode estender-se ao tecido ósseo do maxilar dando origem à queda de dentes e formação de abcessos. Mais tarde, esta inflamação/infecção ao nível da cavidade oral, pode disseminar-se através do sangue a outras zonas, como o coração e os rins.

Quais as consequências da doença periodontal?

A doença periodontal é a afecção mais diagnosticada nos animais de companhia. Um animal pode estar afectado e não evidenciar sintomatologia evidente.
Os primeiros sinais:
  • Mau hálito progressivo
  • Salivação excessiva
  • Gengivas vermelhas e inchadas
  • Dor ao mastigar
  • Perda de apetite
E mais tarde:
  • Descarnação, com eventual perda do dente
  • Formação de abcessos – nos cães de raça pequena a formação de abcessos junto à raiz do dente pode levar a fractura da mandíbula
  • Infeções secundárias de vários órgãos: o coração, os pulmões, os rins e o fígado podem ser infectados pela entrada de bactérias em circulação

Como e quando fazer uma destartarização?

Tudo depende da fase em que a doença periodontal se encontra. Se apenas a placa está presente, e se o animal colaborar, uma escovagem diária dos dentes pode ser suficiente.
Numa fase mais avançada, apenas uma destartarização realizada sob anestesia permite remover o tártaro. O Médico Veterinário saberá informá-lo acerca da necessidade, altura e método ideal.
A destartarização é um procedimento veterinário realizado sob anestesia, para evitar qualquer sensação dolorosa e stress associados à utilização da máquina de ultra-sons. Para finalizar a operação, procede-se ao polimento dos dentes para alisar todas as irregularidades na superfície do dente que favorecem uma nova implantação bacteriana.
A destartarização é igualmente o momento certo para proceder à remoção de qualquer dente, que se encontre descarnado e apresente mobilidade

Quais os cuidados bucodentários que deve ter com o seu animal?

O objetivo deste cuidado é remover o mais frequentemente possível a placa dentária da superfície do dente, para conseguir limitar a sua mineralização em tártaro. Este pode formar-se em menos de um mês.
  1. Escovagem dos dentes – meio mais eficaz mas nem sempre fácil;
  2. Alimentação específica – algumas marcas de rações têm atualmente disponíveis dietas que actuam especificamente sobre a placa dentária e o tártaro, quer pela sua ação mecânica (efeito abrasivo do croquete) quer pela sua ação química, indisponibilizando o cálcio para formação do tártaro;
  3. Uso de barras dentárias - ao contrário do que vulgarmente se pensa, os ossos prejudicam a saúde oral do seu animal, podendo lesionar dentes ou gengivas em vez de os limpar. O uso de barras dentárias, oferecidas diariamente, que estimulam a mastigação e permitem reduzir eficazmente a acumulação de placa dentária e tártaro;
  4. Uso de produtos específicos que minimizam a acumulação de tártaro e o mau hálito (em forma de gel para aplicar diretamente na boca, em forma de pó para adicionar à refeição...).
A combinação destes cuidados permite potencializar a ação contra a deposição da placa dentária e do tártaro.

NALA





nome: NALA
local: Mealhada, Aveiro
Fêmea, 2 anos, porte médio, desparasitada e esterilizada. 

 
NALA andou na rua e ficou cheia, foi-se encostando aqui e ali mas os "pontapés" foram mais que os carinhos e a compreensão. Meiga e dócil. Veio para o abrigo para ser esterilizada e fazer a recuperação da esterilização. Não a podemos acolher mais tempo e terá q voltar para a mesma zona. 
Somos muito poucos, impotentes para resolver todos e tantos casos. Quando se ultrapassa os limites ficam todos em risco. As ajudas têm que vir desse lado. Quem pode adotar ou ser FAT da Nala??

 
Contacto: 918570448 ou 918315185

BECAS




nome: BECAS
Localização: Mealhada

 descrição: A Becas foi encontrada no meio do pinhal...Estava muito assustada e com medo...Mas agora é uma cadelinha simpática embora receosa, e está pronta para ter uma família que a adote! É de porte médio e tem cerca de 2 anos. Esterilizada.
 
Contactos: 

quatropatasefocinhos@gmail.com 918315185 | 918570448|






NELA



Nome: NELA
Localização: Mealhada
Características: sem raça definida, porte médio, jovem, fêmea, algumas vacinas, esterilizada

 
Descrição: esta cachorra foi recolhida depois de ter sido atacada por outros cães na rua, entretanto recuperada procura agora novos donos para ser feliz. É uma cadela muito meiga, cheia de vida e pronta para fazer amigos.

 
Contactos: 918315185 | 918570448 quatropatasefocinhos@gmail.com

BOCAS

BOCAS
Localização: Mealhada
Características: sem raça definida, porte médio, jovem, macho


Descrição: o Bocas é o último dos meninos retirados de um barracão. Era um cão muito assustado, muito magro. Agora é um menino cheio de alegria, de vida e com a barriguinha cheiinha. Só precisa de uma família definitiva.


Contactos: 918315185 | 918570448
quatropatasefocinhos@gmail.com


NICA


Nome: NICA
Localização: Mealhada
Características: sem raça definida, adulta, porte médio, fêmea, esterilizada e vacinada. 


A Nica está no abrigo à um ano e meio, é super querida e bonita. Precisa de uma tosquia com urgência ... e de um adotante 5 **
Contactos: 918315185 | 918570448

quatropatasefocinhos@gmail.com



Apadrinhamento 
Desparasitação interna (programa anual) 10€
Desparasitação externa (programa anual) 10€
Multipla (anual) 20€




Maniche

ADOTADO 

MANICHE

PITUCHA

ADOTADA  :)
PITUCHA

30 de novembro de 2017

BAZAR das Patinhas

Camisola Infantil
- tamanhos de criança dos 5/6; 7/8 e 9/10 anos (de acordo com o stock)
- 6€ + portes


29 de novembro de 2017

Studio Style, cabeleireiras
Urb Quinta da Nora, lote 45 | Mealhada

para sócios 5% de desconto comercial, excluindo produtos e serviços com redução de preço e/ou em épocas de saldos

25 de novembro de 2017

DUDA

Duda
Local: FAT em Barcouço, Mealhada
Idade: cerca de 7 meses (em agosto)
porte pequeno/médio.
Muito meiga e brincalhona.
Contacto: 918315185

23 de novembro de 2017

SANTIAGO

SANTIAGO
Local: Anadia
Descrição: Macho, raça indefinida, nascido a 15 de Abril de 2016, porte médio, desparasitado.
(mais fotos nos comentários)
O Santiago nasceu na rua; “alguém o foi buscar” antes dos 8 irmãos chegarem até nós! Perguntamo-nos porquê?? Porque é que o foram buscar??
Fomos informados das condições em que o pequenote se encontrava … não vamos descrever o cenário (horrível) que encontrámos … só queríamos o Santiago fora d’ali, não podia ficar naquele lugar terrível nem mais um segundo …e não ficou!!
O pequenote depressa percebeu que agora está a salvo e que só lhe queremos bem!
Não precisa mais de se preocupar em sobreviver … agora é tempo de viver!!
O passado já lá vai … e o Santiago revelou-se um miúdo cheio de vida, alegre, super simpático, extremamente meiguinho, adoooooora miminhos e é muito beijoqueiro!
Está neste momento num “canil transitório” …
Vamos todos ajudar o Santiago a encontrar (agora sim!) a Família que o vai proteger, mimar, cuidar e amar para todo o sempre!
Não adopte por impulso! Um animal não é um brinquedo!
Contacto: 916 911 176,

20 de novembro de 2017

SALVADOR

SALVADOR
Local: Anadia
Descrição: Macho, raça indefinida, porte pequeno com “perna alta”, idade aprox. 7 meses (Julho 2017), desparasitado.
(mais fotos nos comentários)
O pequeno Salvador chegou até nós em mau estado. Foi atropelado e assim esteve uns dias na rua á sua sorte... sozinho e ferido …
Ninguém viu de onde veio, ninguém o conhece … procurámos os donos …em vão!
Extremamente meigo, sociável, limpinho e muito brincalhão como qualquer bebézolas da sua idade. Este miúdo é um docinho …durante todo o tratamento deixou fazer os curativos sem nunca se queixar. Enfrentou esta batalha como um verdadeiro guerreiro e … ganhou!!
Agora completamente recuperado … O Salvador merece ser feliz em família, crescer rodeado de carinho, atenção, protecção e muito amor.
Vamos todos ajudar o Salvador a encontrar uma família para lá de boa! Partilhem … muito!
Não adopte por impulso! Um animal não é um brinquedo!
Contacto: 916 911 176,

18 de novembro de 2017

FREDERICA

FREDERICA
Local: Anadia
Descrição: Fêmea, raça indefinida, idade aprox. 1,5 a 2 anos (Outubro 2017), porte médio, desparasitada.


A Frederica foi recolhida na zona de Anadia com os seus bebés recém-nascidos. Desde o 1ro segundo mostrou a sua doçura, confiou em nós, percebeu que estávamos ali para ajudar.
Cuidou dos seus bebés de uma forma exemplar … cada um deles já está junto das novas famílias e agora chegou a vez da Frederica encontrar a sua!
Extremamente meiga, limpinha, brincalhona e sociável a Frederica procura a família que a vai amar, proteger, cuidar, mimar … procura a família que a vai fazer feliz para sempre!
Sabe andar muito bem de trela, cada passeio é uma festa para a Frederica …a alegria com que fica é contagiante!
Vamos todos ajudar a Frederica a encontrar a tal família!
Partilhem … muito!
Não adopte por impulso! Um animal não é um brinquedo!
Contacto: 916 911 176, quatropatasefocinhos@gmail.com

16 de novembro de 2017

LILA

LILA
Local: Anadia
Descrição: Fêmea, raça indefinida, aprox. 1 ano, porte médio\pequeno, desparasitada, esterilizada.
(mais fotos deliciosas nos comentários)
A Lila andou semanas e semanas na rua á fome, ao frio e a fugir de tudo e de todos tal era o seu medo. Nunca saberemos aquilo que a Lila passou … o que sabemos é que aos poucos foi percebendo que nem todos os humanos são iguais e cedeu
Por vezes ainda um pouco receosa no 1ro contacto com estranhos (5 minutos de mimos e … o medo desaparece!), a Lila revelou-se uma verdadeira doçura, extremamente meiga, submissa, educada, sociável e louca por miminhos… quer sempre mais e mais!
Está neste momento num “canil transitório” … com tudo o que isso implica!
A Lila merece ser feliz, viver em família, rodeada de carinho … com muito amor, atenção, protecção e paciência para a ajudar a superar e enfrentar todos os seus fantasmas.
Vamos todos ajudar a Lila a encontrar uma família á sua medida! Partilhem … muito!
Não adopte por impulso! Um animal não é um brinquedo!
Contacto: 916 911 176,

14 de novembro de 2017

LOCAS

LOCAS
Local: Anadia
Descrição: Fêmea, raça indefinida, aprox. 1 ano, porte médio, desparasitada.
(mais fotos deliciosas nos comentários)
A Locas é uma miúda super simpática, cheia de vida e muito “boa onda”! Extremamente meiga, adoooora miminhos e agradece cada gesto de carinho como só ela o sabe fazer …dá abracinhos deliciosos!
A Locas andou na rua uns tempos … tempo demais, era alimentada e acarinhada por várias pessoas que não lhe ficaram indiferentes, mas … viver na rua não é vida!!
Está neste momento num “canil transitório” … com tudo o que isso implica!
A Locas merece ser feliz, viver em família, rodeada de carinho, atenção, protecção e muito amor.
Vamos todos ajudar a Locas a encontrar uma família á sua medida! Partilhem … muito!
Não adopte por impulso! Um animal não é um brinquedo!
Contacto: 916 911 176,

12 de novembro de 2017

PAGÚ

PAGÚ
Local: FAT Mealhada, Aveiro
Macho, jovem adulto, Porte pequeno.
Muito meigo e brincalhão, precisa de uma família onde possa crescer feliz e amado !*

Contacto: 918570448

11 de novembro de 2017

Uma equipa da associação veio hoje passar o dia a Valongo com a Equipa Cinotécnica dos Bombeiros Voluntários e aprender um pouco mais sobre os primeiros socorros a animais.
Tudo para fazermos ainda melhor o que já sabemos fazer: ajudar animais

8 de novembro de 2017

GIPSY

GIPSY
local: Mealhada, Aveiro
Porte pequeno, adulta, desparasitada e esterilizado.
Socializada, super carente e meiguinha.
Foi encontrada na zona da Mealhada, perto de Murtede, com uma ninhada que entretanto foi encaminhada para adoção.
Cadela adulta, porte pequeno/médio. Vamos ainda verificar se tem chip.

Contacto: 918570448
Recolhida em 17/10/17
Entrou para adoção no dia 24/10/17

7 de novembro de 2017

PANTERA, PARA ADOÇÃO :)

PANTERA
A Pantera está para adoção mas permanece em FAT para socializar.
Jovem adulta, porte médio, esterilizada, algumas vacinas.
contacto: 918570448

6 de novembro de 2017

NATASHA, adotada

NATASHA, adotada

 
Local: Anadia
Descrição: Fêmea, raça indefinida, nascido a 22 de Julho, porte médio, desparasitada.
Contacto: 916 911 176, quatropatasefocinhos@gmail.com

SAMANTHA

SAMANTHA
local: Mealhada, Aveiro
Cadela de porte médio/grande, desparasitada e algumas vacinas.
Socializada com outros animais.

Esta cadela vagueava pela Mealhada há mais de um ano, tentamos encontrar os seus donos mas sem sucesso. Acabou por ser mãe dentro de uma casa velha, desprotegida e indefesa conseguimos "dar-lhe a mão".
Procuramos agora uma família para sempre, que não a deixe na rua, que não a desiluda outra vez... ela será sempre agradecida até porque já demonstra gratidão quando se aproxima e nos olha nos olhos... e sorri

Contactos: 918570448 ou quatropatasefocinhos@gmail.com

à procura dos donos desde 24/10/2017
passa para adoção no dia 1/11/2017

3 de novembro de 2017

FRANCIS OBIKWELU

ADOTADO


FRANCIS OBIKWELU
local: Mealhada, Aveiro
Macho, nascido a 22/09, porte médio/grande.

Este rapaz foi retirado da rua juntamente com a mãe quando tinha dois dias de vida. Cuidamos dele com carinho para agora o entregarmos a quem queira seguir ao seu lado com respeito e amor.
contacto: 918570448

SASHA, a ursinha :)


2 de novembro de 2017

Caros voluntários, esta mensagem é para vocês.

Caros voluntários, esta mensagem é para vocês.
Não há palavras suficientes para me dirigir a vocês.
No último mês fizemos quatro campanhas de recolha de alimentos, visitamos três escolas em campanhas de sensibilização, fizemos imensos resgates, organizámos a Cãominhada, demos apoio à associação de Mira, fizemos recolha de alimentos e entregámos aos animais vítimas dos incêndios em Santa Comba Dão, fomos a Valongo a um curso de primeiros socorros a animais e cuidámos diariamente de dezenas de animais.
Quem faz isto tudo num mês? Só os heróis, os que nunca aparecem na história, os que ninguém conhece, os que não dão a cara, mas dão todos os dias o coração.
Que associação tem tanto orgulho nos seus voluntários como a nossa? Tão poucas, quase nenhuma.
Este mês fica para a história e não há cansaço nenhum que tire o orgulho que tenho por vocês. Aliás, por nós e por aquilo que conseguimos e alcançamos todos os dias.
Guardem este mês e o que sobrou dele para os próximos e quando pensarem que não, acreditem que conseguem sempre.

Vistam esta camisola com o maior orgulho.
Ela não é nada mas representa muito. Quem nunca a vestiu não sabe o peso que ela carrega.
O peso do suor, dos sorrisos, dos momentos menos bons, dos abraços caninos e, também, dos abraços dos outros voluntários.

E quem disser diferente do que disse, está a mentir.
Gosto de vocês, com a felicidade de uma Alice 😍❤️🐾
S.

PANTERA

PANTERA
Local:FAT Murtede, Cantanhede
Fêmea jovem, 7 meses, sem raça definida, porte médio/grande, desparasitada interna e externamente.

É muito meiga, adora crianças e cachorros. Sabe andar à trela, sentar e deitar :)

1 de novembro de 2017

Doenças de pele – Dermatite, Tinha e Sarna

28/10/2013
23h47
Doenças de pele – Dermatite, Tinha e Sarna
As doenças de pele nos cães estão por detrás de muitas eutanásias ou abandonos.
O cão com uma doença de pele deixa de ter uma pelagem atraente, o que causa muitas vezes repulsa por parte dos donos. Os tratamentos de doenças de pele exigem efectivamente uma grande compromisso por parte do dono, dedicação que é na maioria das vezes recompensada.
Se acompanhadas desde o início, a maior parte das doenças de pele conseguem ser travadas.

Dermatite Atópica

Existem vários tipos de dermatite, causadas pelas mais variadas razões, desde alergia a alimentos, picadas de pulgas, etc. Contudo é a Dermatite Atópica que mais afecta os cães. A atopia é uma reacção alérgica a causas ambientais, tais como o pólen, produtos de limpeza, coleiras anti-parasitas, plástico dos recipientes de comida, etc. Este tipo de dermatite é uma doença de pele bastante frequente sobretudo nos animais mais jovens, surgindo geralmente até aos 2 anos de idade. É bastante incómoda para os cães, uma vez que estes sentem bastante comichão, tecnicamente apelidada de prurido. As áreas mais afectadas são a zona do focinho, olhos e queixo, os pés, a base do dorso e coxas.

A Dermatite Atópica não tem cura, sendo que o cão irá sempre desenvolver uma reacção quando exposto ao agente causador da irritação da pele. Contudo, pode ser tratada de forma a garantir ao animal uma vida com qualidade, diminuindo os sintomas até ao ponto de serem imperceptíveis.

Existem dois tipos de dermatite atópica: a seca e a húmida, sendo a última mais perigosa. A dermatite seca provoca a queda de pêlo e a vermelhidão da pele. A dermatite húmida é uma infecção com pus onde a carne está exposta. É resultado da acção contínua do cão que lambe e coça a região. Os cães com subpêlo estão mais propensos à formação de dermatites húmidas.

Conforme a gravidade dos casos, podem ser empregues vários tipos de tratamentos. Banhos frequentes, anti-histamínicos ou corticóides são as medidas mais utilizadas. Descobrir qual a causa da dermatite não é fácil, mas é necessário reduzir esse estímulo. Cada caso é específico e deve ser o veterinário a determinar qual a forma de acção mais eficaz.

Tinha

A Tinha, ou dermafitose, é uma doença curável, mas é altamente transmissível entre animais e pode mesmo ser passada aos humanos, sobretudo às crianças. A Tinha é causada por um fungo que provoca a queda de pêlo e vermelhidão numa região circular da pele, com geralmente 2 cm de diâmetro. Frequentemente acompanhada de prurido, afecta sobretudo as extremidades: o focinho, as orelhas, a cauda e as patas.

Um cão entra em contacto com os esporos dos fungos através do meio que o rodeia e transmite-os a outros cães e pessoas também através de contacto. Todo o material em que o animal toca, torna-se uma possível fonte de contágio e por isso deve ser desinfectado regularmente. A maior parte dos animais consegue combater naturalmente o fungo, mas se o cão se encontrar num estado de saúde mais frágil pode ser infectado mais facilmente. Geralmente a má-nutrição, enfraquecimento do sistema imunitário ou contacto com outros animais infectados potencia a transmissão.

O tratamento da tinha tem geralmente bons resultados, mas a doença leva no mínimo três semanas a desaparecer. Nos casos mais difíceis, os tratamentos podem prolongar-se durante vários meses. Nesse tempo o animal deve permanecer em quarentena. Banhos frequentes, tosquia do pêlo, medicamentos antifúngicos são as formas de combate mais comuns, mas o tratamento adequado deve ser prescrito pelo médico veterinário.

Todos os animais com quem o cão conviveu devem ser testados, pois muitas vezes podem estar contaminados e não apresentarem sintomas da doença.

Sarna

Existem vários tipos de Sarna, sendo os maus comuns: a sarcóptica e a demodéctica. A sarna manifesta-se sobre a forma de borbulhas, regiões vermelhas ou perda localizada de pêlo. O tratamento da sarna passa por banhos regulares e a aplicação de produtos específicos, alguns bastante agressivos, por isso confie apenas no veterinário na escolha dos produtos a utilizar. Em algumas ocasiões é necessário tosquiar o pêlo para aumentar a eficácia do tratamento.

Sarna Sarcóptica

A sarna sarcóptica é uma doença transmissível ao homem e deve ser tratada assim que possível. Apesar de a sarna no homem ser de fácil tratamento, esta doença causa tanto nos seres humanos como nos animais um prurido intenso. Pode ser curada.

Sarna Demodécica

Este tipo de sarna não é transmissível aos seres humanos. É transmitida de mães para filhos na altura do aleitamento, ou entre cães. Começa por isso a manifestar-se na zona do focinho e propaga-se depois pelo resto do corpo. Causada pelo Demodex, animal microscópico que se aloja junto aos folículos, não tem cura, mas pode ser controlada. Se não for tratada pode levar à morte, devido a infecções secundárias. Ao contrário da sarna sarcóptica, regra geral não causa prurido.