31 de dezembro de 2017

resolvido



RESOLVIDO

Vídeo resumo do ano de 2017

 
Deixamos um resumo do ano de 2017

Esteve no Jantar de Natal? Então já viu :)
Não esteve? São uns minutos.


Feliz 2018, ao nosso lado :)

a direcção,

Concurso Solidário de Fotografia ADOTE AFETOS 2018

O Concurso Solidário de Fotografia ADOTE AFETOS 2018 é promovido pela Associação Quatro Patas e Focinhos, e visa promover o trabalho realizado, divulgar os animais acolhidos e angariar fundos.

Pretende-se que cada participante concorra com fotografias de animais que se encontram para ADOÇÃO na Associação ou outros à sua escolha.

Cada fotografia a concurso corresponde a um donativo solidário a reverter para a associação.

O concurso será divulgado nas redes sociais e as imagens utilizadas na promoção das adoções.

Consulte o regulamento em:
https://abrigoquatropatasefocinhos.blogspot.pt/2017/12/regulamento-do-concurso-solidario-de.html

Ficha de Inscrição (de 31/12/17 a 24/2/18.):
https://goo.gl/forms/uGFBN5817ubrfpex2


30 de dezembro de 2017

NECO


NECO
Localização: Mealhada
Características: sem raça definida, jovem adulto, porte médio, macho

 
Descrição: este menino andava na rua enquanto era bebé e foi entretanto adotado. Agora, depois de começar a fazer asneiras da idade foi devolvido. É muito tímido e receoso mas se ganharmos a confiança dele é um brincalhão muito querido.

 
Contactos: 918315185 | 918570448 | 918449330 | quatropatasefocinhos@gmail.com

MARIANA


Nome: MARIANA
local: Mealhada
porte médio, jovem adulta, esterilizada e vacinada.
 
Olá, nós somos 4 manas, nascemos em janeiro 2016 e temos uma história para lhe contar. Nascemos numa casa abandonada e fomos resgatadas pois tínhamos muita fome. Nunca tínhamos visto um ser humano e de início tínhamos muito medo de vocês. Entretanto a nossa FAT tem-nos ensinado a passar-vos confiança e já vos começamos a achar piada, especialmente quando vocês passam a mão no nosso pelo a fazer festinhas – é fixe pá! Mas o que NÃO É NADA FIXE é ainda não termos sido adotadas… Estamos a crescer rápido e a nossa FAT não pode ficar connosco muito mais tempo, o que quer dizer que teremos de ir para o canil… Somos apenas crianças de 4 meses de idade e só queremos brincar!!! Não nos prenda numa box, adote-nos! Nós temos pais diferentes, então duas de nós vamos ser mais pequenas (Ana e Cláudia) e outras duas médias (Mariana e Milu). Somos giríssimas. Confira, há muitos vídeos e fotos.


contacto: 918570448 ou quatropatasefocinhos@gmail.com

Regulamento do Concurso Solidário de Fotografia ADOTE AFETOS

Regulamento do Concurso Solidário de Fotografia
ADOTE AFETOS

1. Objeto do Concurso
O Concurso Solidário de Fotografia ADOTE AFETOS é promovido pela Associação Quatro Patas e Focinhos (doravante designada por Associação), e visa promover o trabalho realizado, divulgar os animais acolhidos e angariar fundos.
Pretende-se que cada participante concorra com fotografias de animais que se encontram para ADOÇÃO na Associação ou outros à sua escolha.
Cada fotografia a concurso corresponde a um donativo solidário a reverter para a associação.
O concurso será divulgado nas redes sociais e as imagens utilizadas na promoção das adoções.


2. Participantes

a) O Concurso de Fotografia destina-se ao público em geral, profissionais e amadores, de nacionalidade Portuguesa e estrangeira, maiores de 16 anos. 


3. Trabalhos a concurso 

a) São aceites a concurso fotografias em formato digital JPEG, PNG ou TIFF, inéditas e recolhidas dentro do espaço temporal em que decorre o concurso;

b) São admitidas fotografias a preto e branco e a cor;

c) As imagens deverão ser enviadas em formato JPEG com o máximo de 3M;
d) Os participantes devem salvaguardar a versão original em alta resolução das imagens enviadas para o caso de serem selecionadas pelo júri com formato JPEG ou TIFF, com resolução mínima de 300 dpi e com 4096 x 3072 píxeis de tamanho;

e) Não serão aceites fotomontagens ou imagens que incluam molduras, assinaturas, datas ou outros dados;

f) A entrega dos trabalhos a concurso é formalizado com o preenchimento do formulário Google Forms https://goo.gl/forms/uGFBN5817ubrfpex2 
g) Os trabalhos são aceites a concurso com a entrega do comprovativo de transferência do donativo solidário. A entrega do comprovativo pode ser por mail ou no formulário de inscrição. 
4. Condições e limites 
a) O ficheiro digital de cada foto deve ser denominado pelo nome do animal retratado precedido do número da fotografia (exemplo: PANTUFA_1);

b) O prazo de entrega dos trabalhos para o concurso termina às 24h00 do dia 24 do mês de fevereiro de 2018;

c) Cada concorrente pode apresentar a concurso, o máximo de cinco imagens, mas só uma destas poderá ser considerada premiada;

d) O valor do donativo solidário:
Uma imagem a concurso 2,5€
Duas imagens a concurso 4,0€
Três imagens a concurso 5,0€
Quatro imagens a concurso 6,0€
Cinco imagens a concurso 7,0€
e) A Associação emite um recibo como “Donativo”. 
5. Funcionamento
a) Caso o participante queira ir a concurso com fotografias de um animal do abrigo, deverá marcar a sua ida ao abrigo e aí escolherá o cão a ser fotografado. A marcação deve ser solicitada por mail para quatrpatasefocinhos@gmail.com ou para 918 570 448;

b) Nenhum animal poderá ser fotografado por mais do que um participante.
6. Divulgação dos trabalhos a concurso
a) As fotografias a concurso serão partilhadas na página de facebook e no blogue da Associação, tendo cada uma um número atribuído para a sua identificação.

8.Constituição do júri
O júri é constituído por:

Salomé Dias, Presidente da Associação Quatro Patas e Focinhos
Dª Lili, restaurante Rei dos Leitões
Miguel Rolo, fotografo profissional  
9. Prémios
Serão entregues prémios aos 3 primeiros classificados:
1º prémio: Um leitão, restaurante Rei dos Leitões
2º prémio: Um almoço para duas pessoas sob marcação, restaurante Rei dos Leitões
3º prémio: Garrafas de Vinho, restaurante Rei dos Leitões
10. Divulgação dos resultados
a) O resultado da votação será tornado público no mês de março de 2018, na página de Facebook da Associação Quatro Patas e Focinhos;

b) Todos os premiados serão contactados, através das informações registadas na Ficha de Inscrição;

c) A entrega dos prémios decorrerá em dia a indicar oportunamente.
11. Condicionamentos do Concurso
a) Os concorrentes garantem à entidade promotora que são os criadores das fotografias apresentadas a concurso e que elas não violam qualquer direito de autor de terceiros. Caso não cumpram esta regra, serão desclassificados e o seu trabalho não será considerado;

b) Os trabalhos a concurso, serão propriedade da Associação, estando os seus autores conscientes desta condição.

12. Casos Omissos
Sobre quaisquer casos omissos neste regulamento, decidirá o júri do presente concurso, não havendo recurso sobre a decisão que venha a ser tomada.



18 de dezembro de 2017

Uma dica útil para si e para o seu patudo...

Ultimamente têm chegado ao nosso conhecimento casos de animais abandonados (na rua ou entregues em canis) porque, ao ficarem velhotes, se tornaram incontinentes... Nem vale a pena comentar a tristeza com que assistimos a estes casos. Não consigo mesmo perceber, por mais que tente, como se convive tantos anos com um animal e depois se abandona assim quando mais precisa de nós.
Adiante. Não pretendo aqui julgar ninguém pois não é isso que nos faz evoluir ou melhorar a vida dos nossos patudos.
O que venho é deixar uma solução possível e que muita gente, pelos vistos desconhece.
Há fraldas para animais... Perguntem ao vosso veterinário. E também é possível adaptar as fraldas de bebé cortando um buraquinho na fralda para que a cauda passe... Eu já tive que fazer isso para uma cadela minha e digo-vos que é possível.
Claro que esta é uma situação de último recurso. É um pouco incómodo para o animal e o que devem tentar fazer é passeá-lo mais vezes e respeitar a sua velhice. Mas se em desespero de causa não tiverem outra solução esta poderá ser uma solução de recurso... não se esqueçam que terá que ser trocado sempre que possível e muito bem limpinho. É como um bebé...
Eu sei que não é a solução perfeita, nem para nós nem para eles, mas é uma alternativa que deve ser ponderada com calma. É preferível do que abandonar um animal no meio da rua.

Aconselhamos a tomar nos dias frios de inverno

Aconselhamentos para os dias frios de inverno

  • Evite banhos em dias muito frios e diminua a frequência de banhos no inverno (se possível);
  • Mantenha a pelagem do animal mais comprida no inverno, evitando tosquias muito rentes;
  • Coloque roupa no cão de pelo curto caso esteja muito do frio. Existem animais que tremem de frio exageradamente! Cães grandes e gatos não toleram roupas;
  • Há cães que, embora tenham casota, preferem dormir ao relento ou ficar na chuva... prenda o animal num local abrigado nos dias muito frios ou chuvosos;
  • Quando der banho use água morna e seque-o bem. Não deixe que ele saia para rua, no mínimo por 30 minutos após o banho.
  • Leve o cão para o passeio maior nos horários mais quentes do dia das 11h00 as 15h00;
  • Aumente em 20 a 30% o alimento do seu cão/gato no inverno. Isto não é válido para cães e gatos obesos, sem atividade ou com grande tendência a ganhar peso.

17 de dezembro de 2017

Robin dos Bosques...



ROBIN
localização: Mealhada
características: porte pequeno/mini, 4 a 5 anos, sem raça definida.

 
descrição: Chegou ao abrigo muito assustado, mas felizmente já está melhor, precisa de tempo para se chegar a pessoas que não conhece, mas estabelecendo contacto fica um mimado! É muito meigo e super sociável com outros cães.

 
Contactos:quatropatasefocinhos@gmail.com | 918315185 | 918570448

Margarida

Como realizar um APADRINHAMENTO? 
Ficha de Apadrinhamento https://goo.gl/forms/FgwF7XTDDRhsCZog2

Como prevenir e combater o mau hálito e os problemas dentários nos seus animais?

16/11/2013

Como prevenir e combater o mau hálito e os problemas dentários nos seus animais?

Sabia que as infecções da boca e dos dentes estão entre os problemas mais frequentemente encontrados no cão/gato? Estes problemas têm início com a acumulação de placa dentária (uma fina película viscosa e transparente rica em bactérias, invisível à vista desarmada) que se forma sobre os dentes após cada refeição. Caso não se institua rapidamente um tratamento preventivo, esta placa dentária irá, a curto prazo, possibilitar a deposição de sais minerais e a formação de tártaro, um depósito duro e acastanhado, à superfície dos dentes.
O tártaro não é removido com uma simples escovagem dos dentes, mas sim através de uma destartarização realizada pelo Médico Veterinário. O crescimento bacteriano causa inflamação das gengivas, que ficam vermelhas e tumefactas. A gengivite nome dado a esta inflamação, é responsável pela diminuição do apetite e pela dor sentida pelo animal durante a mastigação. O mau hálito resulta da libertação, por parte das bactérias, de compostos sulfurados voláteis com odor nauseabundo. Caso não seja tratada, esta inflamação pode estender-se ao tecido ósseo do maxilar dando origem à queda de dentes e formação de abcessos. Mais tarde, esta inflamação/infecção ao nível da cavidade oral, pode disseminar-se através do sangue a outras zonas, como o coração e os rins.

Quais as consequências da doença periodontal?

A doença periodontal é a afecção mais diagnosticada nos animais de companhia. Um animal pode estar afectado e não evidenciar sintomatologia evidente.
Os primeiros sinais:
  • Mau hálito progressivo
  • Salivação excessiva
  • Gengivas vermelhas e inchadas
  • Dor ao mastigar
  • Perda de apetite
E mais tarde:
  • Descarnação, com eventual perda do dente
  • Formação de abcessos – nos cães de raça pequena a formação de abcessos junto à raiz do dente pode levar a fractura da mandíbula
  • Infeções secundárias de vários órgãos: o coração, os pulmões, os rins e o fígado podem ser infectados pela entrada de bactérias em circulação

Como e quando fazer uma destartarização?

Tudo depende da fase em que a doença periodontal se encontra. Se apenas a placa está presente, e se o animal colaborar, uma escovagem diária dos dentes pode ser suficiente.
Numa fase mais avançada, apenas uma destartarização realizada sob anestesia permite remover o tártaro. O Médico Veterinário saberá informá-lo acerca da necessidade, altura e método ideal.
A destartarização é um procedimento veterinário realizado sob anestesia, para evitar qualquer sensação dolorosa e stress associados à utilização da máquina de ultra-sons. Para finalizar a operação, procede-se ao polimento dos dentes para alisar todas as irregularidades na superfície do dente que favorecem uma nova implantação bacteriana.
A destartarização é igualmente o momento certo para proceder à remoção de qualquer dente, que se encontre descarnado e apresente mobilidade

Quais os cuidados bucodentários que deve ter com o seu animal?

O objetivo deste cuidado é remover o mais frequentemente possível a placa dentária da superfície do dente, para conseguir limitar a sua mineralização em tártaro. Este pode formar-se em menos de um mês.
  1. Escovagem dos dentes – meio mais eficaz mas nem sempre fácil;
  2. Alimentação específica – algumas marcas de rações têm atualmente disponíveis dietas que actuam especificamente sobre a placa dentária e o tártaro, quer pela sua ação mecânica (efeito abrasivo do croquete) quer pela sua ação química, indisponibilizando o cálcio para formação do tártaro;
  3. Uso de barras dentárias - ao contrário do que vulgarmente se pensa, os ossos prejudicam a saúde oral do seu animal, podendo lesionar dentes ou gengivas em vez de os limpar. O uso de barras dentárias, oferecidas diariamente, que estimulam a mastigação e permitem reduzir eficazmente a acumulação de placa dentária e tártaro;
  4. Uso de produtos específicos que minimizam a acumulação de tártaro e o mau hálito (em forma de gel para aplicar diretamente na boca, em forma de pó para adicionar à refeição...).
A combinação destes cuidados permite potencializar a ação contra a deposição da placa dentária e do tártaro.

NALA





nome: NALA
local: Mealhada, Aveiro
Fêmea, 2 anos, porte médio, desparasitada e esterilizada. 

 
NALA andou na rua e ficou cheia, foi-se encostando aqui e ali mas os "pontapés" foram mais que os carinhos e a compreensão. Meiga e dócil. Veio para o abrigo para ser esterilizada e fazer a recuperação da esterilização. Não a podemos acolher mais tempo e terá q voltar para a mesma zona. 
Somos muito poucos, impotentes para resolver todos e tantos casos. Quando se ultrapassa os limites ficam todos em risco. As ajudas têm que vir desse lado. Quem pode adotar ou ser FAT da Nala??

 
Contacto: 918570448 ou 918315185

BECAS




nome: BECAS
Localização: Mealhada

 descrição: A Becas foi encontrada no meio do pinhal...Estava muito assustada e com medo...Mas agora é uma cadelinha simpática embora receosa, e está pronta para ter uma família que a adote! É de porte médio e tem cerca de 2 anos. Esterilizada.
 
Contactos: 

quatropatasefocinhos@gmail.com 918315185 | 918570448|






BOCAS

BOCAS
Localização: Mealhada
Características: sem raça definida, porte médio, jovem, macho


Descrição: o Bocas é o último dos meninos retirados de um barracão. Era um cão muito assustado, muito magro. Agora é um menino cheio de alegria, de vida e com a barriguinha cheiinha. Só precisa de uma família definitiva.


Contactos: 918315185 | 918570448
quatropatasefocinhos@gmail.com


NICA


Nome: NICA
Localização: Mealhada
Características: sem raça definida, adulta, porte médio, fêmea, esterilizada e vacinada. 


A Nica está no abrigo à um ano e meio, é super querida e bonita. Precisa de uma tosquia com urgência ... e de um adotante 5 **
Contactos: 918315185 | 918570448

quatropatasefocinhos@gmail.com



Apadrinhamento 
Desparasitação interna (programa anual) 10€
Desparasitação externa (programa anual) 10€
Multipla (anual) 20€




Maniche, adotado


ADOTADO
MANICHE

PITUCHA, adotada

ADOTADA  :)
PITUCHA

FÉNIX, para adoção

FÉNIX Mealhada, Aveiro ADULTA, PORTE MÉDIO Abandonada ou perdida, alguém a deixou nas nossas instalações na nossa ausência. Porte méd...